Experiências veganas em Curitiba por Tamy e Victor

Guest Post por Tamires Queiroz

Eu sou uma apaixonada por Curitiba, adianta a carioca e vegana Tamires Queiroz, a Tami.

Esta foi minha segunda visita à capital do Paraná. É uma cidade que eu moraria com toda certeza, porque possui uma estrutura muito bacana e boas opções vegetarianas e veganas. Acredito que 5 dias cheios sejam suficientes para ver todas as atrações principais e fazer alguns passeios mais interessantes (como visitar o Parque Estadual de Vila Velha e fazer o passeio de trem descendo a Serra do Mar).

Trem na serra do mar – foto divulgação

Curitiba tem ótimos restaurantes e estabelecimentos com opções veganas, o veganismo vem crescendo muito aqui, então resolvi falar sobre nosso roteiro gastronômico, sobre nossas descobertas.

1) Famiglia Originale: Com 7 opções de pratos, 6 de pizza salgada e 2 doces, todos veganos, o estabelecimento não deixa a desejar. Pedimos um Tortei de Berinjela ao pesto e estava simplesmente di-vi-no de tão saboroso. Como a combinação manjericão + azeite do pesto nos deixou mega saciados, acabamos pedindo só uma sobremesa, a pizza doce de abacaxi com coco, que foi a melhor que eu já comi na minha vida! Maridinho pediu uma cerveja de trigo artesanal que era local e adorou! Eles possuem várias opções de vinho e fiquei namorando um vinho rosé suave, mas acabei não pedindo. Haja em vista que os pratos servem bem duas pessoas, não achei caro. Parada obrigatória pra quem visita.

Endereço: Av. Munhoz da Rocha, 665 – Cabral, Curitiba – PR

 

 

 

2) Mercado Municipal e mercado de orgânicos: Se você é da linha natureba como eu, vai gostar de passar aqui. Como o café da manhã do hotel que nos hospedamos era fraquíssimo a nível de opções veganas que não fossem frutas, resolvemos nos virar. Aqui compramos várias frutas orgânicas (melhor morango) e achamos um pão integral de cenoura vegano também. Apesar dos preços não serem muito diferentes de SP e RJ, tem umas frutas e legumes interessantes (como a abobrinha brasileirinha: metade amarela e metade verde e do tamanho de um dedo da mão), chances de lanches veganos e uma loja inteirinha da Cativa Natureza (real motivo de eu querer ir lá, uma marca de cosméticos vegana e orgânica).

Endereço: Av. Sete de Setembro, 1865 – Centro, Curitiba – PR

VEJA TAMBÉM

A história dos Cats Cafés pelo mundo e seu precursor em Taipei.

New Orleans, muita música, comida vegana e o melhor halloween!

Cias aéreas e suas opções de comidas vegetarianas!

3) Super Vegetariano: Com certeza, o mais em conta de todos os restaurantes que passamos (Tudo à vontade por R$ 18,60, incluído sobremesa e refresco, e marmitex por 12,60). Dá pra montar um prato bacana, mas pergunte o que vai nos pratos porque alguns deles levam queijo e creme de leite. Fica tocando uma música clássica no fundo, o ambiente é bem claro e os funcionários são super atenciosos.

Endereço: Rua Presidente Faria, 121 – Centro, Curitiba – PR

 

 

4) Empório VegVeg: O céu na terra de Curitiba. Metade loja e metade lanchonete, o lugar é agradabilíssimo. Tanto que ficamos voltando lá, rs. Eles possuem uma área de fundos com bastante espaço, onde abrem para que sejam feitas feirinhas veganas e plantam alguns dos ingredientes dos pratos. No mercadinho se encontra de tudo: pães, iogurtes, sorvetes, biscoitos/bolachas, suplementos, livros, itens de higiene, etc. Tinha um calendário lindo em parceria com um movimento de empoderamento feminino, mas não tinha onde eu colocar e acabei não comprando. Conveniados da SVB tem 10% de desconto. Na lanchonete, só digo que comi a melhor Banoffee da minha vida. O suco verde é maravilhoso também. Provamos a coxinha e o hot dog e estavam excelentes! Só o cheesecake de frutas
vermelhas que achei fraco. O muffim de chocolate era gostoso também. Preços justos com o que é oferecido.

Endereço: Rua Visconde de Nácar, 655 – Mercês, Curitiba – PR

 

 


5) Mamba Vegan: Melhor opção noturna disparado. Como eu disse no início, curitibanos tem um costume de não ficar virando madrugada durante a semana não, eles realmente dormem, rs. Mas esse aqui vai ser a sua melhor opção noturna e o preço ainda vai dar super em conta. O lugar que eles escolheram pro Mamba é uma graça de decoração. O chopp deles é local e de acordo com o Vic, é uma delícia! Do cardápio, nós provamos o laika, o valentina, o manara, o benjamim e o mamba (isso foi mais de um dia, a gente não come tanto assim, rs). Pra mim, o melhor de todos foi o Laika. Eles tem uns sucos muito bacanas também, mas a opção de sobremesa é fraca, mas muito boa. Aconselho tanto a comprar o bombom quando o chocobrownie (eu preferi o de cranberry). Outra parada obrigatória da cidade.

Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1345 – Centro, Curitiba – PR

 

 

 

 

 

5) Veg Lev: Disparado, o melhor almoço. A proposta do restaurante é interessante, porque busca não disperdiçar comida, então os menus são por dia da semana e os pratos costumam se repetir. O legal é que qualquer prato pode ser veganizado, de acordo com eles. No final do cardápio tem uma declaração da Astrid Pfeiffer, uma nutri veg super conhecida de lá. Pedimos de entrada um palmito pupunha assado e salteado em limão siciliano, com sal e cebolinha e o que veio na minha cabeça foi “como eu não pensei nessa combinação antes?”. O suco foi de laranja com limão e o prato principal foi um mix de arroz cateto integral, feijão preto, purê de abóbora, couve refogada e um burguer veg. Cara, estava divino, não queria que a comida acabasse. Eles ainda dão um caldinho ou salada com o prato, escolhemos o caldinho, que era de cernoura com curry (achei aguado, mas estava bom). Mesmo cheios, fomos testar as sobremesas e infelizmente, eu não recomendo. Victor não achou tão ruim, mas pelo preço cobrado por cada uma, eu achei tanto o brownie com sorvete quanto o banoffe totalmente dispensáveis (e a torta do VegVeg como eu disse ali em cima realmente é melhor). Mas a decoração da casa e a simpatia dos atendentes compensou.

Endereço: Alameda Prudente de Moraes, 1218 – Centro, Curitiba – PR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

6) Dom Veggie: Um pouco longe de onde ficamos, mas consolidou a minha impressão que os restaurantes vegs de Curitiba são todos super apresentáveis, porque não tinha como não se encantar com a limpeza, organização e o jardim fofo que eles cultivam (com direito a parreiras carregadas de uvas). Conveniados da SVB tem 10% de desconto. Uma proposta bacana, onde 80% dos vegetais servidos são orgânicos, os pratos são preparados somente com sal marinho, ervas, especiarias e óleo de algodão; os ingredientes são 100% vegetarianos, 90% dos pratos são veganos e eles não utilizam temperos prontos. De seg a sex, o buffet livre é 30 reais (com sobremesa, água e suco incluídos) ou R$ 5,40/100g (eu testei pesar o prato antes de decidir qual dos dois e meu prato deu uns 28 reais, então realmente acho que a opção livre é melhor, até pra se provar tudo).

Endereço: Av. Sete de Setembro, 6797 – Seminário, Curitiba – PR

 

 

 

 

 

7) Semente de Girassol: Acabei esquecendo de tirar foto, então seguem as fotos do arquivo Vegan4you, mas foi o que mais passamos, porque era perto do hotel (uns 5 min andando, bem no centro da cidade). O restaurante/lanchonete vai de pizza, sandubas naturais e bolos a refeições na hora do almoço. Tem várias opções de doces e salgados e é meio que uma lojinha também. Compramos garrafas d’água, que estavam em conta, provamos o alfajor (maravilhoso) e o sanduba natural (muito bom também). As funcionárias são super simpáticas e o estilo de honestidade deles é alarmante para um carioca que é naturalmente desconfiado: não tem comanda. Então você declara o que comeu, as meninas calculam e você paga. O preço é bem em conta, mas me preocupei com o lugar, porque infelizmente nem todo mundo é vibe deles e pode tentar passar a perna no estabelecimento. Então eu super indico!

Endereço: Rua Treze de Maio, 512 – São Francisco, Curitiba – PR

 

Além desses, existem outros estabelecimentos que não tivemos ou tempo para ir ou estavam fechados para reforma/férias. São eles: Mahatma Gourmet, Bruxa Veg, Armazém VegAninha, Green Dog, Green Land,
Bouquet Garni, Pin Chan, Sorela (tive a informação que tem muito queijo nos pratos), Super Dog e Verão Natural.

 

Mahatma Gourmet – foto divulgação

 

Pin Chan – foto divulgação

 

Verão Natural – foto divulgação

 

VegAninha – foto divulgação

 

Bouquet Garni – foto divulgação

 

Green Dog – foto divulgação

Passeios que achamos bacana de fazer: Jardim Botânico (a parte do jardim sensorial é melhor do aquela cúpula de vidro dos cartões postais), Mesquita (lugar perigoso; se quiser entrar, vá de véu e todo coberto), Passeio Público, Memorial árabe (fechado), Rua 24 H (inútil para veganos), Museu egípcio Rosa-Cruz (muito bom), Museu Oscar Niemeyer, ópera de Arame, Parque Tanguá, Unilivre, Parque Tingui, Memorial Ucraniano, Torre Panorâmica (muito bom para perceber a estrutura da cidade: muito mais casas que prédios), Paço da Liberdade, Catedral de Curitiba, UFPR, visita guiada ao teatro Guaíra (tem o ano todo, só ver os horários no site), feira de antiguidades sábado (poucas barracas, não recomendo pra quem não é fã).

Passeios que queríamos ter feito, mas não deu tempo e recomendamos: Feira do Largo da Ordem (domingo), Parque Estadual de Vila Velha, passeio de trem descendo a Serra do Mar.

Sobre Tami e Victor

Casal de jovens cariocas, veganos, que adoram viver para celebrar as grandes amizades, as viagens, a boa gastronomia vegana e os animais.

Se você também teve uma experiência de viagem bacana e quer compartilhar em nosso BLOG, clique aqui em Quero Colaborar. Podemos publicar sua sugestão, resenha ou matéria, etc.. pode ser de um restaurante, de uma cidade, de um evento. Adoraríamos ter suas palavras em nosso BLOG, Vegan4you, VeganWithUS!!

Se você gosta de viajar, saiba que podemos ajudar na montagem de sua viagem, saiba mais sobre a nossa CONSULTORIA. Sigam-nos na #vegtrips , enviem-nos dicas de destinos que gostariam de conhecer no contato@vegan4you.com.br ou também através do WhatsApp 011-967321295

Deixe uma resposta